Coop Barlavento, Eventos, Eventos Especiais, Homeschooling, Nossos Encontros

GRUPO DE APOIO

Talvez essa seja a primeira foto do nosso grupo…

A grande maioria das pessoas busca convívio social para preencher seus dias, sua mente, seus objetivos , seu coração com vivências significativas, edificantes, calorosas. Isso é natural e essa necessidade também se faz presente na prática homeschooler. Praticar a educação domiciliar e não ter ninguém para dividir as alegrias e frustrações da jornada pode ser muito assustador, intimidador. Não é impossível. Mas a vida com amigos é mais gostosa!

O grupo de apoio vem a ser esse alento tão necessário à família homeschooler.   Ele é formado por várias famílias que praticam a educação domiciliar de maneira integral e que, de diferentes formas, apoiam-se mutuamente. Esse apoio é, principalmente, sobre a realidade do ensino, mas não necessariamente apenas isso. Do apoio necessário à rotina de estudos, grandes amizades surgem e os laços se estreitam dando espaço para ajudas que vão muito além do be-a-bá que as crianças estão vendo.

    

Em algum momento o grupo de estudo pode se reunir para realizar atividades juntos. Estas podem ser recreativas, de formação para os pais ou para as crianças. Muitas vezes as ideias de um grupo podem extrapolar o mesmo e vir ajudar outras famílias em outras regiões. Isso acontece devido a troca de informações entre as pessoas e boas ideias devem, realmente, ser espalhadas.

Segundo a Aned, o ideal é que um grupo de apoio seja formado por famílias que morem na mesma região, bairro ou comunidade. Contudo, caso não seja possível, funcionará perfeitamente, desde que haja disposição e comprometimento entre os membros do grupo.  Se uma família mora em uma região isolada, pode participar de um grupo virtual e muitos projetos podem sair dessa realidade (clubes de livros, desafios entre as crianças, bate-papos, troca de cartas, etc).

No grupo de apoio, as mães encontram a possibilidade de se equipar. Seja com materiais trocados entre si, indicações de livros ou com os exemplos de outras mães. A troca de experiências é algo riquíssimo e permite que diferentes talentos venham à tona. Esses momentos de troca de informações “técnicas” instigam as praticantes  a pesquisar novas referências, repensar suas próprias práticas, renovar a maneira como encaram a família, a educação, a vida.

Além dessa questão específica com relação aos estudos, as reuniões periódicas são verdadeiro spa psicológico para essas leoas. O fato de poder conversar com outras mães que compreendem sua rotina e que não vão dizer “coloca na escola” é muito reconfortante (afirmo por experiência pessoal).

 

As possibilidades de atividades que um grupo de apoio pode realizar são diversas. O importante é que, dada a oportunidade, o grupo inicie. Nem que seja para que as crianças brinquem e as mães se reúnam perto de uma mesa com bolo, café, suco e pipoca. Só isso já garante a recarga emocional e intelectual de muita mãe. Sem falar que as fotos e vídeos ajudam na hora do parente que questiona sobre a socialização… 😉

A seguir seguem algumas dicas de atividades que o grupo de apoio pode desenvolver. Muitas foram sugeridas pela Aned no 1o. Encontro de Famílias Educadoras de Ponta Grossa. Coloque sua imaginação para trabalhar e crie outras possibilidades! Só lembre de compartilhar conosco!

1- Idas a parques da cidade para pic-nics;

2- Atividades sociais envolvendo toda a família como festas de Natal, Páscoa, etc, onde cada família prepara algo para apresentar;

3- Atividades educacionais conjuntas: Feira de Ciências, Mostra de Artes, Noite de Talentos, Recitais, Teatro, Hora do Conto, aulas onde um pai/mãe ou alguém contratado vem para o grupo, etc.

4- Excursões a museus, borboletários, planetários, usinas, áreas de reserva, zoológicos, etc. Aqui as famílias que quiserem podem se organizar para iniciar ou finalizar um estudo à partir do passeio.

5- Organização de eventos beneficentes.

Conforme formos tendo ideias, vamos aumentando essa lista! Colabore e mande sua atividade! POde ser pelo instagram ou facebook.

Num próximo texto sobre Grupo de Apoio conversaremos sobre o funcionamento do mesmo. Até lá!

 

Cibele Scandelari

Anúncios
Coop Barlavento, Datas Especiais, Eventos, Eventos Especiais, Homeschooling

1a MOSTRA HOMESCHOOLER: Arte através da História 2018

Para crianças educadas em casa estudar em família muitas vezes é também estudar entre famílias ou estudar em comunidade. Nosso projeto Arte na História teve por objetivo proporcionar para nossas crianças uma oportunidade de expor para os amigos os trabalhos artísticos que produziram nesse primeiro semestre e explicar oralmente o que aprenderam principalmente na disciplina de História.

Foi falado de arte na Antiguidade, arte na Idade Média, arte na Renascença, grandes artistas, tivemos apresentação de música, exposição de aquarelas. Crianças de variadas idades contribuíram  com seus conhecimentos, ensinaram aos amigos, expuseram seus talentos e prestigiaram com um respeito impressionante as outras crianças.

O Ambiente familiar e acolhedor que é a marca de nossos encontros de famílias educadoras se mantém quando estamos comemorando um aniversário, vivenciando uma festa junina, ou quando estamos reunidos aprendendo e ensinando.

Parabéns a todas as famílias que colaboraram.

Eventos

1o. Encontro de Famílias Educadoras de Ponta Grossa

Nos dias 22, 23 e 24 de junho/2018, aconteceu o primeiro Encontro de Famílias Educadoras da cidade de Ponta Grossa, com a participação do presidente da ANED, Ricardo Dias e de sua esposa Lilian. Famílias já praticantes participaram, bem como aquelas  que estão conhecendo a educação domiciliar e já cogitando-a como alternativa para a educação de seus filhos.  Estive presente na tarde de sábado e no domingo.

Tópicos super pertinentes como as questões legais que envolvem a prática do homeschooling no Brasil, o que fazer numa possível denúncia, o comportamento perante um conselheiro tutelar, passando pela prática em si, importância dos pais quererem conhecer as aptidões dos filhos, o destaque do pai como um facilitador do processo foram trabalhados nestes dias.

Encontros como esses são de extrema importância para o bom andamento do processo de crescimento e efetivação do direito à prática educativa domiciliar no país. Através de eventos como o de Ponta Grossa, as famílias podem trocar experiência, ter mais dados para tomar alguma decisão, melhorar sua prática, conhecer famílias em situação semelhante, encontrar apoio.

Todo o conteúdo exposto e debatido nesse final de semana rendem muitos textos, dada sua riqueza. Aos poucos pretendo compartilhar as ideias debatidas, afim de registrar a vivência e, quem sabe, ajudar alguém em sua prática ou em seu processo de decisão.

Por hora, gostaria de agradecer o super casal Giselle Cristine Puchta Carraro Fürstenberger e Rafael Carraro Fürstenberger que estiveram à frente da organização e a generosidade da ANED, nas pessoas de Rick Dias e Lilian Dias, que doaram seu tempo, dividiram suas experiências pessoais, acolheram com muito carinho todas as perguntas realizadas. Por causa da disposição deles muitos conseguem encontrar forças, coragem e determinação para se lançar em uma jornada tão importante e profunda como a educação familiar. Muito obrigado Ricardo e Lilian!!

 

Cibele Scandelari

Presidente da ANED, Ricardo Dias e sua esposa Lilian.