Família, FAQ, Maternidade

Homeschooling e pós parto: como fazer?

Alguns meses atrás, escrevi sobre o homeschooling e o pré parto. Hoje após 1 ano de nascimento da minha caçula, venho escrever sobre o homeschooling e o pós parto. 

É um tema super pertinente, uma vez  que as mães que adotaram o homeschooling  sabem a responsabilidade que carregam para com os filhos mais velhos, mas também sabem que o período pós parto é uma fase linda, mas é cheia de adaptações, cansaço, dificuldades. É normal que as mães se cobrem: “como vou passar pelo pós parto? Tenho que dar aula! Meu(s) filho(s) mais velho(s) precisam de mim! A casa precisa de mim! O marido precisa de mim! O cachorro precisa de mim!”. Essas super mães…

Bom, por experiência própria, por ter sido testemunha de outras mães e também por ter lido a respeito gostaria de dizer às mães recém paridas, ou que estão para passar por isso nos próximos dias (estou cheia de queridas amigas nessa situação): se acalmem. Vocês não precisam manter o ritmo frenético dos dias comuns. Primeiro porque não serão dias comuns e depois porque os irmãos do bebê recém chegado poderão aprender novas coisas com essa nova fase da família. Se dêem o direito de uma “Licença Maternidade Homeschooler“. Por pelo menos 1 mês! Deêm férias para os mais velhos. Sem culpa. Se não conseguirem conter a fúria pedagógica, pelo menos diminuam a intensidade das atividades, a quantidade delas… mantenham leituras em voz alta e conversas sobre essas leituras.

Aproveite a chegada do bebê para desenvolver maior envolvimento entre todos da família e autonomia para os mais novos. Claro, autonomia recheada de carinho e atenção da sua parte…o irmão(ã) não tirou o espaço deles.

Muitas mães homeschoolers têm medo de “atrasar” o conteúdo (sou uma delas, não nego…vou levar a vida para desescolarizar). No entanto, a vida em si é aprendizado. Li no livro Blueprint Homeschooler que a família de uma amiga da autora teve um período muito conturbado por causa da doença de um membro da família e a mãe estava muito aflita com relação ao conteúdo. Quando as coisas começaram a voltar ao normal ela foi fazer um levantamento do que haviam vivido e foi percebendo que seus filhos haviam crescido em muitas coisas importantes. Haviam aprendido a serem mais independentes, a se preocuparem com as necessidades dos outros, haviam lido muitos livros, pesquisaram sobre a doença da pessoa querida, aprenderam sobre rotina de hospital, etc. Claro que a preocupação da mãe ajudou. Seu olhar, sua presença e seus pedidos foram mostrando o caminho.

Com isso, quero dizer que as mães gravidinhas preocupadas se tranquilizem. Quem puder, dê férias para a turma. Quem não se contém, planeje algo light, que não faça a ansiedade subir e impedir que vivam esse momento lindo que é a chegada de mais um presente de Deus.

O que eu considero light? Leituras em voz alta e diálogo sobre as mesmas, desenhos sobre as histórias, desenhos com diferentes materiais e em diferentes suportes (papel, calçada, parede, lixa, etc), passeios pela natureza (quando o bebê puder sair), saídas com o papai, uma ou outra aula de culinária rápida, etc. Se as crianças são mais velhas, a autonomia é maior, talvez curtam as férias, mas talvez queiram garantir Natal e Ano novo sem estudos formais, aí vai da escolha.

Gente, aproveitem a chegada do novo membro. Só o fato dele(a) estar alí representa um mundo lindo de aprendizado.

Parabéns às famílias que crescem! Sejam todos muito bem vindos!

Um abraço!

Cibele

Anúncios

2 comentários em “Homeschooling e pós parto: como fazer?”

  1. Agradeço imensamente este post (e todos os outroa que tenho acompanhado!!) Poderia aproveitar a entrevista com outras mães, q vc está fazendo sobre a individualidade materna, para perguntar a realidade delas e dicas práticas para a realidade do HS tendo um bebê em casa? Estou com 3 filhos: um RN, um de 4 e uma de 2,5. Pensei que na licença maternidade conseguiria iniciar o HS com os maiores, mas organizar a rotina com os 3 mais as necessidades domesticas está meio complicado, especialmente pq o bebê exige muito tempo de mamadas, choros (cólica) e trocas de fralda. Obrigada!!

    Curtir

    1. Olá Graziella!
      Vou incluir seu pedido nos temas de publicações e nas perguntas às mães! Obrigada pelo carinho!!
      Gostaria de dizer, se me permite, tire férias. Aproveite essa fase com seu bebê e os irmãozinhos. Deixe seu nível de ansiedade baixar. Aos poucos a coisa toda vai se ajeitando!
      Um abraço!
      Cibele

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s