0-4 Anos, FAQ, Homeschooling

Homeschooling e crianças pequenas

Cresce o número de famílias que passam a cogitar seriamente a possibilidade de não enviar seus filhos à escola. Muitas ainda os têm em tenra idade e outras ainda estão na espera. Com essa possibilidade despontando no horizonte logo vêm à cabeça a pergunta: o que precisarei ensinar aos meus filhos nos seus primeiros anos?

Gostaria que neste instante você mãe e/ou pai, parasse um pouco e respirasse fundo. A provável ansiedade por uma iminente tomada de decisão, ou o choque da realidade podem tirar muitos do eixo. Isso somado a uma sociedade que acha que o ser humano deve ser escolarizado no primeiro instante de vida.

Não estou aqui querendo dizer que nada deve ser feito. Não é essa a intenção. Estou querendo amenizar o fogo da ansiedade em querer desmontar a sala de jantar e montar uma “escolinha” no centro de casa.  Veja, seu filho de 1, 2, 3 anos não necessita que você replique em casa o que ele viveria na escola. Sabe por quê? Porque lá, na escolinha, a professora ia quebrar a cabeça para tentar reproduzir coisas que as crianças de antigamente viviam com suas famílias. Fui professora e posso dar exemplos mil: hora da história (como quando os pais lêem para seus filhos, geralmente antes de dormir), mercadinho de brincadeira para vivenciar, brincar uma atividade de compra (antes as crianças iam DE FATO  junto e os pais iam explicando o que estava acontecendo e davam pequenas oportunidades da criança “comprar” algo), brincar de massinha (antigamente as avós faziam o pão em casa e normalmente um pedaço da massa virava brinquedo…). Poderia dar outros exemplos, mas acho que esses são suficientes para mostrar que crianças pequenas precisam da intencionalidade educativa dos pais, salpicada de limites claros e mergulhada no amor incondicional.

Uma criança pequena precisa mesmo é da oportunidade de realmente brincar. Brincar em locais amplos, diferentes, que, de forma segura, a convide a testar suas possibilidades motoras. Uma criança pequena precisa correr, arrastar, engatinhar. Tudo isso se consegue como? Brincando! Qual seria o papel de pais homeschoolers nesse cenário? Proporcionar o ambiente, instigar a brincadeira, procurar amigos que tornem o momento prazeroso, permitir e incentivar as brincadeiras entre irmão (leia mais sobre essa importante interação no artigo “Irmãos, aprendizagem e homeschooling“). Não precisam esperar o sinal das 9:40 da manhã para iniciar uma estimulação motora de 30 minutos com seu filho de 2 anos e meio. O que vão precisar mesmo é sacrificar algumas coisas para conseguir dar conta de proporcionar o que foi acima mencionado.

Sabe por quê passamos a pensar que crianças pequenas necessitam de um planejamento mirabolante? Porque a sociedade atual limitou o espaço da criança, limitou o número de irmãos, deu mais valor para o “look cool” do que para uma roupa de brincar, permitiu que uma geração inteira crescesse inerte à frente de qualquer tela. Isso abriu espaço para a necessidade de que alguém parasse para pensar o que estaria faltando e tentasse dar a essas crianças o que elas fariam naturalmente se tivessem a oportunidade. O fato é que, para a grande maioria das crianças, se a escola não oferecesse a possibilidade do tempo de leitura, da estimulação motora, do brincar de situações cotidianas, ela simplesmente não viveria tudo isso. Muitas crianças hoje no ensino fundamental apresentam algum tipo de dificuldade na alfabetização por conta da falta de desenvolvimento de coordenação motora ampla e fina, que deveria ter sido conquistada em brincadeiras na primeira infância.

Sendo assim, você pai/mãe que estão ou já deram o passo para o homeschooling e seus filhos são pequenos, ao pensar “o que vamos trabalhar com nossos filhos”, digo sem nenhuma dúvida que a principal coisa é permitir que seus filhos brinquem, explorem, corram.  Frequentem o parque, a praça, o clube. Estejam atentos às descobertas. Observem o que chama a atenção de cada criança. Conversem, cantem, leiam. Dê a oportunidade de seu filho fazer coisas sozinho. Dê a oportunidade que ele se frustre. Ajude, mas não faça tudo por ele.

É importante que fique muito claro que uma família homeschooler, onde só existem crianças com menos de 4, 3 anos não precisa seguir um planejamento rígido. É importante para que a mãe  VIVA INTENSAMENTE   a infância das crianças e não esteja perdendo tudo isso porque, na sua cabeça, sua filha deveria ter preenchido 3 atividades e realizado 2 experimentos antes da hora X. Mas não percebeu que ela tentou se equilibrar no meio fio do condomínio, desenvolvendo assim seu equilíbrio e consciência corporal, descobriu um formigueiro e sem perceber a mãe respondeu algumas perguntas que achou “meio sem importância”, prestou atenção no número de colheres de açúcar para fazer o bolo… O mundo de descobertas para uma criança pequena em um único dia é gigantesco!

Os primeiros anos são anos esponja e valem ouro! Viva com intenção educativa, mas viva se deleitando com a oportunidade de poder ver seus filhos desabrocharem.

Sobre essa importância da primeira infância e essa característica “esponja” existir por causa da intensa atividade neurológica, famalos um pouco neste artigo: “Infância- Idade de ouro!”.

Para que essa intenção educativa seja mais consciente (e acalme o coração das mães mais ansiosas) o que pode ser feito é que os pais comecem a perceber o que pode ser destacado para a criança e como em cada situação. Discorrerei sobre isso no próximo texto. Antes disso…respire fundo…relaxe e aproveite a infância deles!

 

Cibele Scandelari

2 comentários em “Homeschooling e crianças pequenas”

  1. Amei o texto.Obrigada, pela clareza e exemplos ordinários do cotidiano. Eu ainda, não sou mãe, mas estudo sobre o HS há 2 anos e anseio e rezo a Deus, a vinda dos pequenos, pra aplicar todas essas pérolas ricas em nossos filhos. Abraço

    Curtir

    1. Olá Jaqueline!
      Logo seus presentes virão! Que Deus permita que você possa acompanhar cada conquista de seus filhos!
      Obrigada pelo carinho! Peça a Deus por mim, para que eu consiga ajudar mães, famílias e a ser uma pessoa melhor para os meus e para quem eu encontrar.
      Um abraço!!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s