Família, Maternidade

Educação e seus dois fatores base: tempo e paciência – PARTE 1

Talvez seja óbvio, mas acredito ser bom lembrar como o ser humano, diferentemente dos outros animais, nasce precisando aprender tudo para ser uma pessoa. Seu processo de aprendizagem levará, por assim dizer, muitos e muitos anos (para não dizer, a vida toda). O pintinho sai do ovo e até fica um pouco ao lado da galinha, mas praticamente já nasce sabendo tudo o que precisa para ser uma galinha. Consegue imaginar a pobre ave estressada porque não consegue ensinar seu filhote a piar ou ciscar adequadamente? Mas, por outro lado, consegue lembrar facilmente de alguma situação na qual ouviu alguém dizer, ou você mesmo tenha pronunciado as frases: “Fulano! Já cansei de te dizer para não fazer X coisa! Quantas vezes terei que repetir?” , “Mas eu já ensinei isso mais de 20 vezes! Quando vai aprender?”.

O ser humano é o animal que precisará de acompanhamento por mais tempo.  Seu processo de aprendizagem é profundo, complexo e o que mais trouxe modificações para a espécie. Falo isso antes que alguém venha dizer que é possível ensinar, por exemplo, a linguagem dos sinais a um macaco para que este aprenda a se comunicar, aludindo a inteligência dos animais. O dia que me apresentarem um macaco que tenha melhorado (e muitas vezes até piorado) as condições de sua espécie, modificando todo o viver da mesma eu paro para dar atenção. So sorry..

O primeiro ambiente que imprimirá nesse ser a identidade humana, a da pessoa, é a família. São, ou pelo menos deveriam ser, os pais aqueles que ajudariam o pacotinho a tornar-se um ser dono de um caráter e não uma massa muscular com uma personalidade mais ou menos aceitável.  Sendo assim, torna-se muito importante que estes tenham uma noção mínima de que o processo de educação não acontecerá de repente, de uma hora para outra. Parece bobo falar isso…mas na prática, se formos analisar nosso dia-a-dia bem que gostaríamos que isso acontecesse. Principalmente por estarmos na era das coisas rápidas. Fastfood X comida da avó, whatsappX ligações telefônicas, email X cartas, etc. Estamos tão acostumados com as coisas automáticas que gostaríamos, sem sombra de dúvidas, que as coisas faladas aos filhos fossem absorvidas imediatamente e aplicadas com maestria na primeira oportunidade. E, com o pano de fundo da obviedade, sinto registrar que este desejo é uma boa receita para a frustração.

Seu filho necessitará que você fale, explique, exemplifique, aceite seu tropeço e dê outro exemplo muitas vezes. Para a sanidade mental dos pais, o quanto antes aceitarem que o processo de educação dos filhos necessitará de tempo e paciência, melhor para si mesmos e para seus filhos. Além de ser uma dívida para com seus próprios pais, avós e tataravós.

Sim, você terá que repetir muitas vezes certas coisas. Algumas crianças absorvem certas normas e regras mais facilmente que outras, mas não para tudo e talvez não para sempre. É bom ter isso em mente: novas fases vão chegando e com ela novas maneiras de encarar o desafio da educação. Reclamar que no processo de educação de seus filhos você tem que repetir muito,é a mesma coisa que um pintor comece a reclamar que tem que pintar uma parede usando o pincel ou o rolo…

Tento lembrar sempre disso, quando me deparo com a mesma coisa pela enésima vez: o desenvolvimento das minhas filhas dependem, em grande parte, da minha capacidade de desenvolver, fazer florescer a paciência em mim. Tendo essa consciência, tenho que partir para a luta, sabendo que uns dias serão melhores que outros, sem deixar que esses altos e baixos me desanimem. Afinal, nessa vida homeschooler,o aprendizado não é só dos pequenos, mas meu também.

Na parte 2, falaremos um pouco sobre a importância do fator tempo no processo de educação dos filhos.

Até lá

Cibele Scandelari

2 comentários em “Educação e seus dois fatores base: tempo e paciência – PARTE 1”

  1. Gratidão. Sou grata por seus ensinamentos obrigada .
    Deus abençoe. Vejo que outras mães no mundo assim como eu lutam para melhorar a cada dia e sou grata a Deus por descobrir o tesouro que é poder estar com os filhos.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s