FAQ, Homeschooling

Homeschooling: como começar? Parte 2

Na continuidade da reflexão, sobre a decisão de se começar a praticar a Educação Domiciliar, é muito importante levar em consideração em qual estágio da vida você está. Conhecer as necessidades da faixa etária de seu(s) filho(s), é algo vital. Sua família está apenas começando, mas já se interessaram pelo assunto? Seus filhos são pequenos e nunca frequentaram uma escola? Seus filhos já vão à escola, mas você quer tirar (motivos variados)? Seus filhos são adolescentes, sempre frequentaram a escola, mas você quer uma mudança? Cada fase da vida vem recheada de situações muito particulares e as mesmas devem ser levadas em consideração no momento da escolha pelo homeschooling.

Se você sonha com hs, mas seus filhos nem nasceram, ou ainda são muuuuito pequenos,  falo um pouco disso NESTE texto. Te adianto: aproveite para estudar!!

Nas demais fases, é importante conhecer as necessidades de cada idade. As possibilidades de cada fase. Por exemplo: uma criança de 3 anos possui uma capacidade de concentração bem diferente de uma de 8 anos. Por isso, com crianças menores, 30 minutos de atividades por dia podem vir a ser suficientes. Esse tipo de informação acalma o coração! Pode ter certeza! Sabendo disso, você evita ficar altamente estressado(a) quando não der conta de elaborar 6 horas de atividades diárias (querendo imitar o que acha que acontece na escola). Ei! Você NÃO precisa fazer isso!! Falamos um pouco sobre a realidade do homeschooling com crianças pequenas nos seguintes artigos: “Homeschooling e crianças pequenas” e “Intenção educativa com crianças de menos de 4 anos”.

Ao tirar crianças maiores da escola, dentre outras coisas, é necessário levar em consideração o fator vínculos. As amizades já estabelecidas. Como você dará conta de suprir essa necessidade de convívio evitando que isso gere problemas no seu dia-a-dia? Você tem um plano de ação para isso? Já checou a existência de um grupo homeschooler na sua cidade? Se não existe um grupo, como você dará conta do quesito ‘amigos’? É possível fazer vários questionamentos desse tipo. Antes da tomada da decisão, o momento possui essa vantagem: a possibilidade de antever situações mais complicadas. Se você se encontra nesse ponto da decisão (vai tirar, mas ainda estão lá, sentados na carteira de uma aula de português), pense sobre as necessidades reais de seus filhos. NESTE texto, um pouco sobre o tema socialização foi tratado.

Outro aspecto importante é que essa é uma decisão tomada em conjunto com seu cônjuge. Não pode ser algo de um lado só. Se seu marido ou esposa é contra: NÃO COMECE!! Esse é um estilo de vida que abarca a família. O cônjuge ser contrário à decisão dificulta o processo, desgasta a relação e sobrecarrega quem decidiu. Querer nem sempre é poder, mas conversar, mostrar os aspectos positivos e as dificuldades, analisar pontos de vista, querer compreender os motivos da negativa, entrar em contato com famílias praticantes pode ajudar o casal a tomar a decisão de maneira harmoniosa.

No caminho pela escolha do homeschooling, com certeza absoluta uma das coisas que vc se deparará é com a variedade de métodos. A não ser que já seja um expert em algum deles, dificilmente iniciará a prática com os filhos mergulhados numa sala montessoriana, ou diariamente em meio a passeios pela natureza ou recitando Camões. A maioria das famílias que conheço não adotam um método puro. Possuem, sim , simpatias mais inclinadas por uma ou outra forma de educar e continuam diariamente a buscar informações sobre os métodos que chamam suas atenções. Algumas fazem uma mescla de aspectos que gostam em várias e que se adequam à família. Isso quer dizer que você não precisa, antes de começar o HS, ter escolhido, por exemplo, a metodologia Montessoriana e ter montado em casa uma sala com todos os jogos, brinquedos e já saber tudo o que é indicado. Se informe sobre cada uma. Mas se não sabe ainda exatamente qual escolher ou o que de cada uma usar, não deixe isso te segurar.

Outra coisa comum: pensar que é imprescindível ter um local destinado SÓ ao homeschooling. Isso seria ideal, ótimo. Se você tiver condições FAÇA MESMO. Mas se não tiver, que não seja isso a te impedir de começar. A maioria das famílias homeschoolers acabam estudando na mesa de jantar. Com o tempo cada família encontra formas que se adequam melhor ao seu ritmo e realidade.

Lembre-se: o ótimo pode ser inimigo do bom. Ao querer apenas o ótimo, corre-se o risco de ficar até sem o bom. O certo é que, para iniciar, se o casal está de acordo, você precisa ter fé em si  e querer estudar muito. Já tem isso? Se joga! 

Cibele Scandelari

4 comentários em “Homeschooling: como começar? Parte 2”

  1. Que legal esse post Cibele, estou começando!
    Tenho uma filha de 11 anos e um filho de 7 anos.
    A de 11 anos, tirei antes das férias, ainda não comecei nada concreto, estou um pouco perdida.
    Por enquanto ela está lendo.

    Moro em SP, e vc?? Quero que ela conheça crianças da idade dela que fazem também.

    Grata,

    Camila

    Curtir

    1. Olá Camila! Somos de Curitiba. Mas pode ficar tranquila! A comunidade homeschooler em SP é grande e ativa. Tenho certeza que logo vc vai encontrar um grupo de apoio onde poderá dar início a amizades lindas e seus filhos também. No facebook vc pode encontrar muitos grupos, alguns com enquete sobre o local onde cada família mora.
      Sobre o que planejar, o livro Blueprint Homeschooling pode te dar o empurrão inicial. Outro mega importante é o The Well Trained Mind que logo terá sua edição brasileira. POr enquanto: muita leitura! Adquira “livros vivos” (aqueles que tratam tão bem de um tema que te apaixonam e te trazem muitas informações interessantes). Tenha em mente que vcs levarão um tempo para desescolarizar. Pelo menos 1 ano. Fique tranquila. Você é capaz! E se precisar, conte conosco!!

      Curtir

  2. Olá Cibele!
    Sou do Rio Grande do Sul. Não conheço nenhuma família homeschooler. Quero muito começar, mas gostaria de ideias. Conhece algum grupo de WhatsApp que pode me ajudar?
    Desde já agradeço.

    Curtir

    1. Olá Juliana!
      Existem muitas famílias homeschoolers na sua região! Tem um grupo no facebook que separou as famílias por região. Mas para começar, vc precisa conhecer seus filhos, suas necessidades, seus interesses. Se quiser me procura no face ou no insta que eu te dou uma ajuda!
      Beijo!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s